Ó tempo, volta para trás...


Andando eu farta de ver notícia destas em que o tempo nunca está bom, nunca se sabe o que é que se deve vestir no dia a seguir nem se se pode por a roupa a secar confiante de que não vai ficar a lavar pela segunda vez no estendal, etc, fico frustrada!
Na primária ensinaram-me que um ano têm 4 estações, nunca duvidei da coisa nem dos dias em que se diz que acaba uma e começa a outra, nunca até à coisa de uns 4 anos atrás em que comecei a dar conta que realmente já não era um acaso, parece-me que as estações estão misturadas, já não é uma questão de estarem atrasadas ou adiantadas, é mesmo misturadas. Lembro-me que quando era pequena nunca tive uma festa de aniversário que não chovesse, até podia estar sol mas estava sempre de chuva numa parte do dia mas no ano passado não foi bem assim, nem no anterior. Sempre que se comemorava o dia do santo das castanhas estava frio, o ano passado só comi castanhas em Dezembro, não dá vontade de comer as ditas com calor. Antes comemorávamos a chegada da primavera e ali estava ela, prontinha, com as flores em alta e as folhas das árvores verdes e os passarinhos a cantar e assim ficavam até chegar o outono e ficar frio e as folhas caírem e agente tirar as galochas do armário porque em Novembro chovia a potes, agora, chegamos ao outono e ainda temos flores e por esta altura é só montes de folhas secas no chão!
Ah fogans para isto, estou farta de arriscar sair de sandálias à rua e passar o dia cheio de frio nos pés, não se aguenta, e no dia seguinte lá venho eu de camisolinha de 3/4 e morro de calor, arre para isto, eu não sei qual é o santo que controla as estações mas deve de haver algum, agradecia que alguém devoto lhe rezasse uma missa ou assim que já não sei que faça à minha vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo