O carnaval de 2017 como foi Maria Carpideira?

Eu digo-vos como foi, foi assim:

A miúda teve a festa da escola na sexta à tarde, estes pais saíram a correr e lá foram marcar a presença na vida social da cria não fazendo mais que a sua obrigação, bem que tentámos ao longo dos quinze dias anteriores saber de que é que se iria mascarar, tinham pedido umas meias calças e camisola cor da pele o que dava para fazer um sem fim de coisas mas a rapariga não se descoseu, não disse e não disse mesmo, quando disse o que era disse "é supesa"!
Espectáculo não é?

Uns pais a ensinar à cria que os segredos são para guardar e ela vira-se contra nós!
Lá fomos nós de "olhos fechados", ela aparece de odalisca numa espectacular interpretação do Aladin, sim existe video da dança e fotos com a roupa mas como não conseguimos tirar nenhuma com ela sozinha estas ficam só para nós sorry.
Sábado correu bem com direito a piscina e tudo.
Domingo febre e diarreia.
Segunda diarreia e febre.
Terça febre controlada e lá pediu quase que por favor para sair de casa. Teve sorte que o avô lá foi com ela dar uma volta, o que parece que lhe serviu.



O plano era ter feito qualquer coisa em casa mas depois não deu tempo.
O segundo plano passava por esperar até ao ultimo dia e comprar qualquer coisa.
O terceiro plano era vestir de novo a fatiota que tinha feito na escola, ela até já sabia a dança e tudo e estava super fofa, mas tivemos que cortar umas partes para conseguir desvestir a miúda.
O resultado foi isto.
Um vestido que andava lá por casa que o avô lhe tinha trazido da Índia finalmente serve, uma coroa fofinha e ela disse logo que era uma princesa!
Pintei-lhe os olhos e os lábios e vocês que têm miúdas devem ter ideia do delirou que foi.

Serviu mas não era bem isto.
Vamos esperar que para o ano seja melhor!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo