Limpar o estrago

Yap!!
A cria também faz merda.


E quando se lembra de tal é sempre à séria e é sempre em grande.
Uma das coisas que percebemos muito rápido e que quanto mais nova a gaja percebe que há consequência para a merda que faz melhor, assim sendo, em revelia aos avós nós pais metemos sim a criatura a limpar a merda que faz.
Sim, porque houve um destes dias em que a gaja me responde a um:
- Agora quero ver quem é que vai limpar isto!
- É a mamã :D
- :/
Pois.
Só que nasceu com a mãe errada está visto não é verdade.
Óbvio que ela nem sempre aceita de bom grado mas o que tem de ser tem muita força.


Se ela tem idade para propositadamente fazer destas maravilhas do inferno também tem idade para resolver a questão. Felizmente têm sido coisas que se resolvem com toalhitas. Há vezes em que faz de propósito para poder ir buscar o aspirador dela e volta e meia tenta-me convencer a pôr agua no balde da esfregona mini que anda cá por casa.
Eu sei, somos maus e exploradores da criancinha.
Pois é mas cá em casa não à escravos, somos loucos, desarrumados qb, borrifamos-nos para as coisas fora do sitio, cá em casa a política é "se as visitas estiverem mal, que arrumem". Nós somos mais tempo juntos no sofá que a lavar pratos, somos mais aproveitar o sol de fim de semana do que limpar a casa ao sábado mas ainda assim, alto e pára o baile, a mamã não limpa a tua merda, não este tipo.
E ponto!
Comam-me viva agora.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo