Pensar como se não existesse amanhã

Hoje é o dia do pensamento.
Hoje é um dia como os outros mas eu achei interessante este marco, dia do pensamento. E eu pensei, pensei em tudo o que havia de pensar, pensei no que não fiz que queria ter feito, pensei no que não disse e queria ter dito, no que posso ou não fazer, no que devia pensar, sobre o que devia pensar, sobre quem devia pensar.




Não cheguei a conclusão nenhuma para além de que penso de mais, penso muito e penso e pronto. O problema é quando não penso, ou melhor, acontece sempre coisas quando não penso, coisas menos boas, vá!
De todos os lugares onde fui a pensar, de todas as pessoas com quem conversei, de todo o que me passou pela cabeça a única coisa em comum era a conjugação temporal, pensei muito no agora, e pensei muito mais no passado, o que em geral não pensei foi no futuro como uma coisa exacta. Talvez isto de não fazer planos a longo prazo já se tenha entranhado em mim, talvez as coisas que não ficaram resolvidas não têm de todo importância a tal ponto que não existem no futuro. Talvez não seja assim tão necessário pensar nisso porque isso ainda nem sequer existe!
Algures num outro blogue sobre meditação e vamos-todos-ser-felizes-com-a-mente podia-se ler que devíamos todos, todos os dias, pensar nas três coisas que nos fizeram felizes nesse dia e em uma que nos tenha deixado tristes, achei um bom exercício, sinceramente nunca o pratiquei mas é uma boa forma de pensar, de certeza que existem três coisas para combater uma má, para nos mostrar que no fim do dia existem mais coisas boas que más nas nossas vidas e fica sempre um apontamento sobre o mal que foi feito hoje mas que podemos sempre tentar resolver amanhã.
Talvez pense em levar isto a sério.
Li também algures que pensar instiga o cérebro a viver mais e melhor, ..., ainda assim prefiro as palavras cruzadas e afins.
Pensar, é coisa que fazemos todos os dias e nem nos damos ao trabalho de valorizar o ato.
Sem isto não resolvíamos nada na vida, nem existiam planos, nem o levantar de um braço, ou um beijo, nada.
Talvez pensar seja importante, talvez passe mesmo a pensar um pouco mais nisto, talvez inclua mais o amanhã, faz todo o sentido.

Entretanto, contem lá, em que é que estão a pensar agora?
Quem é a pessoa em que pensaram à 5 minutos?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo