Ver-te crescer


O tempo passa mais rápido que o desejado, cada dia me trazes uma coisa nova para casa e eu, nós, ficamos num estranho misto de extrema felicidade e tristeza. Não somos nós que te ensinamos o que aprendes, não somos nós que te ajudamos sem faltar um segundo, não somos nós que lá estamos quando te zangas, quando ris dos amigos, quando pedes colinho, não somos nós e ainda é muito complicado explicar-te o porquê de não o sermos, talvez um dia o compreendas, talvez um dia isso não seja relevante, talvez seja só inveja. O tempo passa e parece que foi ontem, nisso não mentiram, o tempo passa mesmo a voar, parece mas não foi e tenho a certeza disso todos os dias, a cada coisa nova, a cada momento contigo. é estranho, fico sempre tão feliz pelas tuas vitorias, por cada palavra nova, pelas frases bem construidas e a vontade de aprender, fico super feliz por perceberes o que te pedem, por te esforçares para o cumprir, por ralhares das coisas que vou deixando por fazer para te pôr os olhos em cima mas ainda assim a tua maravilhosa evolução deixa um certo fel em mim. Na verdade é um tristeza, um raio de uma tristeza que apresar de não ter motivo de ser é super desculpável.
Mas ver-te crescer é a maior conquista do mundo, saber que te tenho, que tenho anos pela frente deste amor que não faz mais que quadrimiliótriplicaraoinfinitoemaisalém, não há volta a dar, é assim e pronto, vais crescer e eu vou ver, vou tentar não sofrer com isso, vou tentar ser só feliz, muito e sempre.
E que eu tenha tanta paciência como tu tens mimo.
E tenha eu tanta certeza do certo como tu vontade de aprender.
Tenha eu sempre a luz para o teu melhor caminho.
O resto e nada mais do que isso. E fel. E ciúme besta. 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo