Ao fim de 15 meses é isto

Estou cansada.
Não sei o que é dormir bem e o suficiente à pelo menos um ano e não, não é por a minha filha não me deixar dormir é mesmo por minha causa e por causa dos meus objectivos, ideais e compromissos comigo mesma. Julgo que está na hora de levantar as mãos para o ar, baixar a bandeira e admitir que não dá para ser mãe e ter o mesmo andamento que se tinha antes de o ser, não dá, a menos que se seja ausente na vida dela e eu não o quero ser.

Não dá para ter a casa limpa e arrumada todos os dias. Não dá para ter o jantar dos três na mesa à mesma hora sem ter que abdicar de meia hora de sono dela equivalente a meia hora de consolo por a ver dormir. Não dá para fazer horas extra no trabalho para se ter tudo em ordem se a quiser ir buscar a horas decentes. Não dá para ter a cozinha arrumada e os post do blogue devidamente programados sem ter de me deitar à 1h duas vezes por semana. Não dá para ter a roupa passada e dar-lhe banho e jantar às segundas. Não dá para limpar a casa todos os sábados e não falhar ao mercado. Não dá para chegar mais cedo ao trabalho e tomar o pequeno almoço em casa, descansada. Não dá mas eu acho que devia e esforço-me de mais. Não dá para fazer o jantar com ela ao colo, porque ela me pede agarrada às minhas pernas e porque pesa 11kg. Esforço-me para não falhar em nada e acabo a falhar comigo mesma e ora não durmo por fazer tudo o que quero ora não o faço porque fico a rebolar na cama a pensar no que devia e queria ter feito. É de tal forma que ao fim de 15 meses, um ano até que aguentei, ao fim de 15 meses tenho mais olheiras do que alguma vez tive na época da bela vida onde num fim de semana dormia com sorte 6h, a tensão anda aos picos, tenho a paciência em frangalho, uma enxaqueca que teima em ir e vir, apercebo-me que às tantas tenho de actualizar a graduação das lentes e tenho tantas brancas no cabelo que devia seriamente pensar em pintar isto (mas de onde é que isto veio?)...
E depois penso como raio é que os pais de 3 fazem, como é que os pais solteiros fazem?
Eu tenho imensa ajuda e mesmo assim é o que é, a minha cria tem um pai presente, uns avós dedicados e sempre disponíveis para vir tomar conta dela porque temos que fazer qualquer coisa. Como é que se faz numa casa de 5, ou 6 ou 7, o mesmo mas a multiplicar no mesmo espaço de tempo?
A minha cria é um mimo, respeita os horários, dorme a noite toda mas é teimosa que nem tudo, não  pára quieta, são precisos 3 pares de olhos no mínimo, é um constante:
"não vás para as escadas"
"não ponhas os dedos na tomada"
"não ligues o rumba"
"por favor não andes aos berros"
"não te metas dentro da taça da água da cadela"
"mas como é que te molhaste toda?!"
"deixa a Moja que ela está velhinha"
"deixa as bolinhas da sanita" seguido de "o WC pato não é um colar"
"cuidado que cais" seguido do inevitável "ohum, eu disse!"
"Carlota Maria deixa os tachos no armário" seguido do "porra, mas isto já está tudo cá fora outra vez", arrumas e 10 minutos depois "porra!!, mas isto já está tudo cá fora outra vez"... and so on!

Eu só queria ir ao SAP, ia quando recebesse o subsidio de natal, depois de receber as prendas, no dia dos namorados e ainda estou para ir. Preciso de me ir desmacacar com urgência, desconfio que se por azar for para ás urgências ainda saiu no jornal com o cabeçalho "A abominável mulher dos bosques Aveirenses". Preciso de silêncio.
Preciso de espaço e tempo e de não sentir que o meu espaço e tempo rouba o tempo que lhe devo, que lhe quero dar e que ela sem dúvida merece.
E a ele, também lhe tenho falhado, tadinho!

3 comentários:

  1. Nana ni na não, n podes estar em frangalhos,há pessoas a confiar nos teus exemplos, portanto pensa lá melhor nisso
    Estás a fazer tudo bem,acredita ;)

    ResponderEliminar
  2. pedes demasiado de ti mesma... estás a fazer tudo bem e nem dás conta disso.... ;)

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo