Five Senses Hostel

Sim é o Hostel.
E sim euzinha fui e acrescento A-MEI! não, não avariei de vez.


Fomos para Coimbra e queriamos lá passar a noite, comecei a procurar e falhou-me o filtro das estrelas graças aos anjinhos. Lá no meio de uns e outros hoteis Coimbra não têm grande coisa de hoteis de jeito pois não? vi umas fotos que me agradaram, separei dois e quando fui para verificar a página dos mesmo deparo-me com o "hostel".
Fiquei tipo burra a olhar para o palácio, "hostel" Maria Carpideira, estás louca de vez só pode, tu não vais levar a miúda para um "hostel", aliás, TU não vais para esses sítios!
Credo, eu não vou a essas coisas, há aquele filme do demo e eu não gosto de coisas do demo.
Resolvi procurar reviews ainda a não acreditar no que estava a ver. Tudo top.
Enviei as duas opções ao mamífero homem de lá de casa que me questionou logo, "tu reparas-te que isso é um hostel? está tudo bem?"

Resolvi arriscar a coisa e fiquei convertida, ao espaço, à decoração, às pessoas. Eu, confessa pessoa anti-hostel de declaro pró-este-hostel-que-de-hostel-só-tem-mesmo-o-nome.

Para ajudar a coisa quando lá chegámos a cria estava a dormir ferrada e enquanto ele foi deixar as malas eu fiquei com ela no carro, bem que lhe pedi fotos mas não, deixou-me na ânsia até à noite.
Entrou no carro e disse-me que era muito melhor do que esperado.
E era verdade.

À noite quando entrámos fiquei encantada, lindo lindo de morrer, estive a dizer de 10 em 10 minutos "eu quero morar aqui, eu quero esta decoradora na minha casa".


 

O espaço é grande, os quartos arejados e sem uma ponta de pó EM LADO NENHUM vocês sabem que eu reviro tudo. Acho que as palavras não são precisas, as imagens descrevem bem. Tudo novo e em óptimo estado, tudo bem e lindo e num quarto gigante. Só a casa de banho é que era assim pequena neste quarto porque vi os outros e eram bem maiores mas mesmo assim de louvar a pressão da água que estava mesmo a escaldar.


E até a cama da cria era nova e fofa, de manhã fui dar com ela sentada na cama a ver os desenhos. E não houve cá o típico cobertor dobrado, não, era mesmo um colchão.


E quando eu achava que não podia melhorar, ainda melhorou.
O pequeno almoço.
Caseirinho, com sumo de laranja natural feito na hora, pão fresco, doce de figo, framboesa, abóbora, e vou lá eu lembrar-me dos outros, comi o de chuchu e quase que chorava por mais e o belo do café expresso são só alguns dos destacáveis, tudo isto numa óptima companhia e num espaço que fala por si.


 


 

Senti-me em casa, bem acolhida, a cria segura, a barriga quente e para o carinho com que fomos recebidos  nem sequer tenho palavras.


A dona Filomena e o senhor Mário explicaram-nos que o projecto é da filha Joana, que eu não cheguei a conhecer com muita pena minha que só estava a dar uma ajuda. Este hostel que de hostel não tem nada pretende e consegue destacar-se pela diferença, tem 5 andares e cada um deles representa um sentido e óbvio a decoração a combinar, fica situado no centro da cidade com fáceis acessos e preços a meu ver adequados ao que oferece. Cada quarto tem a sua casa de banho e as camaratas que pretendem transformar duas casas de banho. Não se houve nada vindo de fora, a dona Filomena mencionou que de uns andar para outros se houve o andar dos hospedes, nós não notámos nada de mais mas é uma situação que está a ser melhorada casa renovada é assim, toda a gente sabe. Novo, novinho, este projecto faz 3 meses hoje e com isto queremos dar os parabéns e agradecer a simpatia.


É provável que não vá sair a correr à procura de todos os hostels que por aí existem mas este, bem, vocês tem olhinhos e por esta altura já devem saber que sou picuinhas, se vos digo que é bom, bonito e em conta é de ir verificar.
Saímos de lá com vontade de experimentar, de voltar com calor para aproveitar o jardim sim, têm um pátio/jardim com aspecto de sitio onde se passa bem umas horinhas.
Vejo-me a simplesmente passar lá o fim de semana, sossegada, só sair para comer e pronto, relaxar.
Já sabem, em Coimbra é aqui que se fica, ok?!

Podem cuscar tudo no facebook e se procurarem no nosso amigo Google, nas imagens têm um monte de fotos, e sim, são reais.

E vá, para comemorar os meus fofinhos podiam ir lá dar um upa upa e gostar da página, é merecido.

2 comentários:

  1. eu como nunca fiquei sequer num hotel não tenho mesmo poder de comparação, mas fiquei deliciada... e ok.. vou deixar o like na pagina.. ;)

    ResponderEliminar
  2. Maria Filomena Faustino11 de fevereiro de 2016 às 09:06

    Obrigada Tatiana pelas suas palavras tão elogiosas e tão sinceras relativamente ao Five Senses Hostel. Tocou-nos particularmente o facto de se ter lembrado do nosso "aniversário", o que também nos dá conta de uma Pessoa muito atenta e sensível. Foi um deleite ler o seu blog.
    A "Carpideira Eufórica" faz já parte das nossas rotinas. Parabéns pelo seu trabalho e pela bela família que tem, em particular pela sua linda "cria".
    Cá vos esperamos sempre mesmo que seja só para um cházinho e/ou para "mudar" a fralda. :)

    Beijinho
    Filomena
    Five Senses Hostel

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo