O primeiro bolo de festa da cria.



O bolo era coisa para me afligir.
Queria porque queria uma coisa fofinha mas sem ligações a desenhos animados e afins até ela me fazer birras de metro e meio não vamos ter disso assim sendo fui procurando e procurando e juntando ideias de um bolo isto e outro aquilo e lá me foi surgindo a ideia do que queria. 
Com a coisa mais ou menos alinhavada deparei-me com um óbvio problema, não conhecia ninguém para estas bandas que me fosse capaz de cumprir com o desejado.


 

Vai daí e resolvi perguntar a quem nunca me deixa ficar mal, os meus fofinhos como é óbvio.Das várias opções que me indicaram, assim que me deparei com o trabalho da Joana ficou decidido que era ela que me ia fazer o bolo. São todos tão perfeitinhos, tão cheios de cor e perfeitinhos, até podiam ser feitos de pedra mas eram fofinhos, eu queria, eu cá achei que ela era a pessoa.
Falei com ela por facebook, um mês antes e fiquei de marcar para uns 15 dias antes do dia da festa uma reunião para decidirmos o bolo em si, trocar ideias e fazer a encomenda à séria.
E assim foi, fomos ter com ela, provámos o bolo, fizemos a encomenda e eu fiquei a rezar que a coisa corresse bem.
É-me complicado deixar estas coisas importantes nas mãos de outros, fico em faniquinhos ansiosos a achar que não vai correr bem e "depois como é que vai ser" e "se o bolo fica feio tipo aqueles que se tira foto e mete a legenda do que era suposto ser" e se não estiver pronto a tempo e se, e se.
Não me ajudou muito ter encomendado umas ditas flores numa dita florista aqui perto de casa com um mês de antecedência, ter ido reservar e pagar 4 dias antes e chegar ao sitio e me responderem com um simplesmente "ah isso, não havia!" e nem sequer me ligaram. mas adiante que isto é sobre um trabalho bem prestado.
Foi-me um bocado difícil não lhe ligar de 3 em 3 dias a perguntar se ela ainda se lembrava do meu bolo, o meu precioso bolo. 
Chegou o dia e lá fui eu buscar o dito, era tudo o que tinha esperado e mais alguma coisa, quase que me fez chorar quando  vi esta miúda e as coisas dela fazem de mim uma verdadeira pussy. Acrescentando a isto o facto de o bolo em si estar deliciso.


Optámos por fazer um  bolo de duas camadas, apesar da Joana nos ter dito que para a quantidade de pessoas que eram não havia necessidade, também me conquistou aqui com a faceta de não querer impingir a mais para ganhar dinheiro, mas eu queria dois andares e porque queria uma massa mais simples para a Carlota comer o próprio bolo mas o resto das pessoas não têm de ficar de castigo e assim fizemos a parte de cima de bolo de iogurte e o de baixo uma massa de noz, cenoura e canela, é só assim muito boa, com recheio de cream cheese. Posso adiantar que o que sobrou eu trouxe para casa e andei a comer nos 3 dias seguintes e o bolo continuava bom.
Por isto e ainda mais alguma coisa se vivem para estes lados de Aveiro e querem um bolo lindo de morrer, com qualidade, um serviço impecável e a um preço justo vão ao Facebook  Porque te amo e deixem-se apaixonar pelo trabalho porque eu posso garantir que podem ir à confiança.

Joana, um muito obrigada pela simpatia, já está na minha lista como a fazedora de bolos da familia.

Ah, e eu trouxe a coelhinha para casa, está impecavel.

 

1 comentário:

  1. e o bolo estava mesmo lindooooooooooooo mas podias ter mandado um pouco para provar....

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo