Ao código anti-pecado

Á dias estava eu a experimentar roupa num provador e do provador ao lado veio a seguinte conversa:
- ...é mesmo gira não é? mas não posso aparecer com isto assim lá no gabinete, o Dr. X ia logo dizer que não é próprio.
- Mas porquê?
- Já viste este decote! Aquilo lá é só homens, nem me ia sentir bem com os olhares.

Nisto estou a sair do meu provador e não consigo resistir a não olhar para a tal coisa com decote. Era uma camisa, daquelas com meia dúzia de botões no peito, meia dúzia de botões no peito que todos fechados tapavam sem problema o entre meio das margaridas da jovem nitidamente em inicio de trabalho.
Fui direita à caixa a pensar, decote? mas que decote pá? se fosse uma camisola de gola alta era praticamente a mesma coisa!
Vamos deixar umas coisas clarinhas aqui sim?!?
Há que haver decoro no lugar de trabalho sim, não me "parece bem" ir trabalhar de sinto largo (vulgo mini-saia de hoje em dia) e top a um palmo do umbigo mas isso é senso comum.
Mas existe uma grande diferença entre o que uma pessoa deve decidir vestir e o que é a indecência.
É muito importante perceber aqui uma coisa, não devíamos de ser nós mulheres a ter vergonha de usar um decote mas sim os homens de olhar para o que está lá no decote da camisa de gola alta, afinal estamos no local de trabalho ou não?
Porque raio é que eu é que tenho de me sentir mal por vestir uma qualquer peça de roupa?
Mas em que época é que vivemos?
O certo é não olhar e ponto.
O mesmo para os vestidos cintados, as calças skinny ou saias pelo joelho.
Já deram bem conta do código de vestuário da empresa onde trabalham?
Aposto que é cheio de nada de saias, top's de alças e bâton vermelhos não é?
Mas nenhum diz que os homens deviam ser obrigados a usar desodorizante e proibidos de coçar os sacos pendurados no local de trabalho pois não?
Ou puxar escarros a berro!
Claro que não, porque nenhuma dessas coisas perturba mais os colegas e dá mais mau aspecto que o decote da camisa com botões de gola alta. Afinal à que ter decoro uma coisa é ter necessidade de coçar o entre pernas e outra é a de não morrer de calor no verão, muito mais importante coçar os ditos, perfeitamente compreensível, isso e as bocas surdas ao ver passar a colega que até têm um rabo apropriado às calças que traz mas não, o devido seria umas calças estilo freak, largas, tão largas que se puxares para cima faz de tenda para trocar roupa.
Mas eu, senhora de mim, tenho que me gerir por isto porquê mesmo?
Tenho de aceitar esta falta de consideração pela mulher que sou porquê mesmo?
Leis para homens não pecarem é o que é.
E ainda se dizem o sexo forte, escondidinhos atrás dos seus códigos de conduta aprazíveis à sua vista livre de tentações. E nem vamos dar uma de Mónica e defender que fomos ofendidas porque o mais certo é levar com um "tu provocaste" só porque morrer de calor é triste e o raio da camisa até tinha botões no pescoço.
Está certo então!
Não contem comigo para esse peditório, não sou fã de sapos nem de quem os anda a coçar e muito menos das supostas companheiras de luta, essas judas que escondem o que têm.

1 comentário:

  1. Só tu! Mas concordo mesmo. Claro que uma pessoa deve saber estar. Não vou levar um vestido de gala a uma entrevista de emprego e não vou para um funeral acaba de sair de uma festa com o tema anos 70! Mas deixar de usar o que se gosta por causa de homens.. Isso não... Eu sou sincera. Adoro decotes, mas deixei de os usar tão decotados desde que casei, porque não me sinto bem. Mas é por mim, não por ele.

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo