Aos teus 4 meses

E aos teus 4 meses aprendes a fazer um novo beicinho, desta vez para dentro e é adorável. Perguntamos onde está o beicinho e tu fazes "humhum" e puxas o lábio de baixo para dentro, largas e sorris, qual sacana mais amorosa.
Os bodys de enfiar pela cabeça. Antes ainda te conseguia enganar mas agora, esquece, no dia em que apanhas-te o raio das vacinas e ficaste a primeira vez com febre tive tanta pena tua que cortei um á tesourada só para não te ver resmungar por ter que te sacar a roupa pela cabeça. Sim eu sei que é manha mais uma vez, mas também não percebo, se me dizem que a maioria dos miúdos não gosta deste mambo de coisas pela cabeça, porque raio é que esta mãe anda á meses na tentativa de comprar interiores de manga curta de abrir à frente e é raro encontrar?
Tive de vir trabalhar. E custa, custa não por achar que ficas mal mas porque não te tenho aqui ao lado para reclamar que não paras de o fazer . E se chorares? Quem é que te vai pegar? Não sou eu! sei que te pegam mais do que era devido mas não sou eu.
Custa ter de sair a correr para vir trabalhar, porque quanto mais cedo entrar mais cedo saio.
Custa ter de largar do teu olhar e deixar de ver esse sorriso, e caramba como sorris bem...já te disse que fazes covinhas?
Ainda não ris, acho que é porque de todas as vezes que tentas ficas com soluços mas gritas de frustração e parece que gostas de te ouvir gritar porque, raio, como gostas de gritar, e com vários tons diferentes.
A fala é cada vez mais uma constante, olhas para a pessoa e palras e esperas a resposta, sorris e continuas, é tão fofo.
Adoras que agente te responda com o mesmo tipo de vogal e já não é só os US e ÁS.
O dr. diz que estás a fazer coisas que só deverias começar a fazer aos 6 meses. Ficar de pé, o sentar, brincar com as mãos e apanhar as coisas com as duas mãos, levar tudo bem direitinho à boca, tirar e voltar a colocar a chupeta, agarrar no biberão, seguir sons mesmo por trás de ti, ...
Só é pena depois nos ter falado num tal sopro que se ouve mas não vai ser nada.
Faz-me confusão como me segues a comida quando estou a comer, dá-me vontade de te dar mas dizem que só para o mês que vêm.
Não podes ver um biberão, estás a ficar uma bela gorda sabes!
É ver o dito e começar a esticar braços e a choramingar.
O banho é coisa gira, a água pela cabeça já não te chateia e agora temos berros para sair da banheira. Dar-te banho é coisa gira e toda a gente sai molhada.
A baba, God, a baba, parecer um bulldog qualquer, sempre a escorrer e diz que ainda não é por causa dos dentes, faço ideia quando for, já cheguei à conclusão que não vale a pena comprar roupa gira, tenho de te arranjar é babetes giros, grandes e impermeáveis e prontos.
A melhor parte é que me sorris quando chego e me dás mimos quando te pego.


2 comentários:

Carpida á vontade que logo eu vejo