E lá se vai um mês

E faz hoje um mês que te vi pela primeira vez.
E faz hoje um mês. Já faz um mês.
E estás grande, com mais 3cm e nos teus 3.240kg mais coisa menos coisa.
E estás linda, és linda, és muito mais bem feita do que julguei ser capaz de conceguir fazer.
Não há nada como esse teu sorriso rasgado quando nos vês, é coisinha de fazer cair uma lágrima.
Parte-me o coração quando choras a plenos pulmões, esses pulmões que são fartos e que sabes desde cedo usar. As malvadas das cólicas meu amor, caramba que se eu pudesse ficava com elas para mim mas não posso fazer mais que tentar acalmar-te e tentar que percebas de onde vêm o raio das dores que sentes e te assustam.
Já nos reconheces até por telefone.
Gostas de ver o mundo como te dizemos para te distrair, tudo é engraçado, o candeeiro da sala e as colheres da cozinha, estranhamente os teus bonecos e coisinhas que te foram oferecendo não te fazem vibrar como elas. Tirando o amiguinho das fraldas, para esse há sempre um sorriso e olhar fofinho.
Já te aguentas bem sozinha distraída com as tuas ideias.
Já tentas agarrar tudo e apoiar a chupeta na boca.
Acho que deves ser feliz com o teu mundo.
Com a tua cadela cheirona que anda perdida de vontades de se aninhar perto de ti, que te cheira na cama sempre que choras e que dá turras nos pés quando estás ao nosso colo.
Já passou um mês.
E foi rápido de mais.
E é bom de mais, muito melhor do que me fizeram crer que iria ser.
Juro que não sei o que deva fazer com isto, este sentimento com que me inundaste a alma que me faz querer ser melhor e mais.
E como dava a vida por ti sem hesitar um segundo.
E já passou um mês.
Não sei como é que me aguento a tantas horas sem dormir, a esquecer-me de comer. Mentira. Sei bem como. É porque tudo é menos importante que tu. Eu e todo o meu egoísmo egocêntrico absolutamente bem estudado e estimado durante 29 anos de vida própria se desvaneceram e morrem a cada dia que passa da tua existência. É por isso.
Porque ainda só passou um mês.
Porque já passou um mês.

2 comentários:

  1. o tempo voa.
    aproveita bem, que é num instante.
    e as pequenas que adoram esses xuxões ;)
    LINDA

    beijinhos

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo