Era uma questão do nome

Carlota

Era uma questão do nome e se é coisa difícil quando os dois estão de acordo quando não estão e um deles é assim um bocadinho exigente a coisa não é nada, mas mesmo nada fácil.
Antes de sermos pais, naquelas alturas em que fala assim por alto sobre o assunto, chegámos á conclusão que para menina os dois gostamos do nome Maria, só Maria, até deixámos no ar essa ser a primeira escolha uma vez que seria uma bonita homenagens ás nossas avós, ambas Marias, ambas pessoas formidáveis. Eu desisti assim que dei comigo a pensar nas desventuras destas mesmas pessoas no que toca á saúde, meti na cabeça que não era boa ideia atrair para nós mais uma vez este "bad karma". A partir daqui complicou tudo, ele não aceitou nada na esperança de me convencer julgo eu. Não convenceu, continuo a adorar Maria mas não para a minha filha. Depois veio o dilema, Ele dizia que os meus nomes eram pesados, ou faziam lembrar animais, ou não gostava ponto, eu só achava os dele banais, queria qualquer coisa diferente dos mais registados, queria que as pessoas saibam quem ela é sem terem de dizer "é a prima da outra que anda no liceu do meio sabes?", queria um nome forte mas com tendência a fofo para lhe ficar bem em pequena e na fase adulta, queria um nome com história, um nome sonante que combinasse com os sobrenomes, que não tivesse um qualquer diminutivo implícito, queria uma coisa que não sabia o que era nem se era e muito menos onde o ia encontrar.
Conforme planeado fizemos a lista, aceitámos sugestões, eliminámos os que não gostávamos os dois, alteramos as nossas próprias listas, ponderámos, oh se ponderámos...

Ema
Mia
Camila
Emília
Matilda
Aurora

Elisa

Joana
Maria
Camila
Matilde
Rita
Diana

A determinada altura combinámos não contar a ninguém o nome porque de todas, as muitas vezes que havíamos chegado a um consenso alguém vinha e punha defeito e Ele ficava ali na duvida e desistia do nome.
Ficámos por dois, Camila e Carlota. Era ela Camila á um mês até ao dia em que Ele resolveu perguntar ao irmão o que é que achava de Camila e ele prontamente responde "Camila têm cara de pila"...nunca mais foi Camila portanto.
Já não sei de onde veio a ideia do nome que escolhemos.
Sei que ninguém gostou dele á primeira.
Aliás o pai dEle ainda chegou a dizer qualquer coisa do género "desde que não seja Carlota tudo bem", não acertámos um que fosse e eu só pensava "eu não quero Maria".
Mas desta vez ele não desistiu, eu ainda lhe disse que desta vez percebia que ele fosse querer mudar, é o pai dele, mas Ele disse que não.
Foi também este o único nome que usámos que Pipas Maria aceitou á primeira sem a mínima dificuldade, foi só perguntar onde estava a Carlota e ela veio direita á minha barriga.
Posso dizer para quem não sabe que é muito mas assim mesmo muito mais fácil acertar num nome que ninguém gosta do que num que a maioria sinta certo e sim, toda a gente vai arranjar uma palavra depreciativa que rime com ou que seja parecida, alguns vão associar a uma pessoa qualquer que não se gosta e muito poucos vão ser aqueles que dizem algo de bom, os que nada dizem são ainda mais raros. Neste momento já têm nome á 2 meses, á cerca de um que os nossos pais, família e amigos mais próximos sabem e as restantes pessoas foram sabendo porque, bem, uns foram dizendo aos outros.
Pensei bastante se deveria ou não dar a conhecer desta forma o nome da pequena pónei mas houve alguém MUITA DA INTELIGENTE que me disse "é só um nome".Isso e vocês fazem parte do meu mundo como tal aí está, a cria têm nome e o nome é Carlota. Carlota sem segundo nome. Só Carlota.

4 comentários:

  1. Carlota é giro, e sonante. Eu cá... gosto ! Parabéns! E já agora, Bom Ano!!
    Titá Negrão

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deves ser das poucas a dizer isso :D
      Muito obrigada e bom ano para esses lados também.

      Eliminar
  2. Teresa Monteiro Topete4 de janeiro de 2015 às 12:54

    Quando contas como foi e como está a ser? :-)

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo