Beware of the adults...the kids are ok


Todos sabem que estes meus novos vizinhos são daqueles que adoram partilhar a sua intimidade, para mal dos nossos pecados não é verdade!
Eles é falar alto, berrar com os miúdos sem aparente razão, obras a partir das 8 da matina e aspirar a casa aos domingos de manhã. O engraçado é que apesar de terem dois miúdos os seres que nos complicam os sonos são mesmo os pais. Não dá para perceber, os pequenos praticamente não se ouvem. Têm dias em que me dá mesmo vontade de lhes ir bater à porta.
Por vezes dou comigo a pensar coitados dos pequenos com uns pais destes, certo que eles têm o maior ar de safadinhos mas bolas, esta mulher deve ter sido feita aos berros porque até para dizer bom dia têm de ser aos berros. Eis as coisas que me lembro de ouvir nos últimos dias:
- A senhora perdeu um anel, grande, com uma pedra branca GRANDE, que tinha umas garras (sabes amor?), o de prata. E soube disto ás 7h30 quando ela amavelmente perguntava ao marido que lá deveria estar no andar de baixo e que lhe responde, também aos berros, "traz outro qualquer".
- A prima a senhora que vive em Oliveirinha esteve no hospital com uma infecção urinária, já foi para casa e ela foi lá visitar a dita mas veio de lá muito mal disposta porque a casa dela cheirava a chichi de gato...gatos, aparentemente a senhora vive sozinha desde que a mariana, filha da prima, veio trabalhar para Aveiro e resolveu alugar um quarto, o que não lhe faz sentido nenhum porque deixou a mãe sozinha naquela casa enorme...ao que o marido responde "mas a miúda já não têm 30 anos é normal sair de casa"...
- Parece que um dos miúdos se portou mal na escola o que o deixou de castigo por uma semana sem playstation. O que é igual a o outro irmão estar aos berros no seu quarto "tu não jogas, tu não jogas..." enquanto o outro chorava e atirava coisas á parede...até que a mãe entra no quarto e se ouve qualquer coisa a bater na mesma parede (que por acaso é a que faz cabeceira da minha cama) "agora não joga ninguém"...Os dois a chorar e o pai aos berros que "aquela merda foi cara, parece que as coisas não te custam a ganhar".

...
E por aí em diante
...

Do outro lado temos um outro casal e pelo tamanho das roupa têm um bebé em casa, não se ouvem, ponto.

Em compensação os netos da vizinha da frente, que devem ter as mesmas idades, são daqueles que sobem as escadas a chamar pela avó, que não se ouvem o dia todo a não ser a rir e que quando se vão embora voltam para traz nas escadas para lhe dizer "obrigado, gosto muito de estar contigo", sim, confesso que quando os topo vou espreitar á porta, é adorável e há sempre bolo no dia em que eles vêm.


P.S.- Sim, precisamos de um tapete giro para a entrada de casa e começa a ser urgente quem souber onde se arranjam é favor de informar.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo