Maria, Gertrudes, Englântina, Sofia, Alice, Mónica, Sónia, Francisca, Ana, Concha, Drusila, Amantina...


Enquanto não sabíamos ao certo o que ia sair daqui fomos mandando para o ar alguns nomes que gostávamos e riscando uns outros quantos que nem pensar e estava tudo bem, logo se vê era o que pensávamos e estava certo, agora estamos a ver. Eu que sou uma pessoa persistente e que não me contento com pouco, que acha que existem mais que muitos nomes na terra e que com isso conseguimos evitar repetir o de primos, avós e amigos já me dei ao trabalho até de consultar a lei em vigor para ao menos não chegar ao fim da lista com um nome que depois não me deixam registar porque faz parte da lista de nomes que não é permitida. Falando nesta lista, é uma coisa de pasmar, que não permite o registo de certos nomes e dá lugar a uns quantos que eu nem que me pagassem escolheria nem para uma barata perneta quanto mais para uma filha. Procurei e procurei e encontrei a lista dos nomes mais registados em 2013 e o que é que uma pessoa pensa logo??
- Ok, não vou escolher nenhum destes porque se não fica igual a todas as outras!
Pois, praticamente todos os nomes que gosto estão na lista e a ordem de escolha coincide com a ordem de maior registos.
FUCK!!
Li a lista uma vinte vezes e fiquei na mesma, triste, desiludia mas pronto, que vou eu fazer?
No mesmo blog (que aliás revirei de uma ponta à outra e que realmente têm o seu valor) encontrei um sem fiz de listas e possibilidades e relembrei alguns nomes que até gosto e que soam bem, fiz uma lista de 14 e resolvi parar. Fui procurar os significados e retirei 3, sim, porque eu cá acredito que o nome ajuda a fazer as pessoas (sim, eu sei, a gaja não crê em nada mas acha que o nome não sei o quê), ainda vou reduzir para 10, pelo menos é o objectivo, não sei como.
Estou a ser picuinhas não é?
Mas a verdade é que o nome é uma coisa importante, vai acompanhar a cria para sempre e do meu ponto de vista requer estudo e analise profunda, coisa que não quero mesmo é que a pequena cria me chegue a casa a dizer que os colegas lhe chamaram não sei o quê porque rima com o nome, tipo "Mariana cara de banana", nem que daqui a uns anos me diga que vai mudar de nome, nem que odeie de tal maneira a escolha que prefira arranjar uma alcunha melhor, quero que ela diga "os meus pais escolheram bem o meu nome, gosto mesmo dele". 
Combinámos fazer uma lista com no máximo 10 nomes, pedimos aos pais, padrinhos e amigos mais chegados para nos ajudarem com no máximo 3 nomes cada um. A nossa escolha terá de ser ponderada entre:
- Queremos nome português, clássico, antigo...
- Que combine com os apelidos (vá lá que ao menos nisso tivemos sorte que os nossos dois juntos ficam bem, parece nome de gente importante)
- Que não seja nome de ex, primos, pessoas más com as quais nos cruzamos, no fundo nada de más lembranças, repetições e maus karmas.
- Nomes que as nossas avós consigam dizer, é sinal que não é um nome esquisito.
- A cria não vai ter segundo nome (á partida).
- Nada de nomes que originem alcunhas pirosas.
- Era interessante um daqueles nomes que se diz da mesma forma aqui e noutros países tipo Ana.

E pronto.
É isto!

Agora, como vocês também contam e para eu ficar ainda mais baralhada, digam lá um nome que gostem assim muito muito ao ponto de o escolherem para uma filha!!

Estou á espera.

2 comentários:

  1. Hehehe! Adoro posts de mulheres cheias de hormonas a stressar por elas. A da "barata perneta" foi mt boa...
    Já agora, devo dizer que concordo, pois fui dar uma olhadela à lista x)

    Felicidades

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo