É muito mau dizer que não gosto de estar grávida?



Não é que não esteja feliz, porque estou. 
Não é que não aprecie as partes boas, porque aprecio. 
Não é que não seja uma maravilha única saber que está tudo bem,que é perfeito e saudável e que está a crescer porque neste momento é possivelmente a coisas mais importante da minha vida. 
Mas se me perguntarem se estou a gostar da experiência a resposta é pura, simples e grossa, NÃO! 
Não é que não queira mais filhos, isso é uma coisa ainda a ponderar, mas não quero mais estar grávida. 
Na verdade odeio isto de parecer que tenho sempre um problema, por vezes parece-me até que estou sempre doente.
Odeio ainda mais estas convenções do não podes fazer, do tens de ter cuidado, das explicações idiotas como se uma gaja perdesse todo o senso comum e fosse preciso lembrar em tom depreciativo todo e qualquer recado do médico ou da vizinha do lado. 
Talvez não odeie a minha gravidez mas o que as pessoas fazem dela. 
Eu sei que não o fazem por mal mas se disser que me esqueço frequentemente ao longo do dia que tenho um ser a crescer aqui dentro é verdade e depois o sacana mexe e eu fico com aquele ar intrigada e penso "Opá, é verdade estás aí sua peste" e fico feliz e sei muitas vezes por instinto o que tenho que fazer e é desses momentos que gosto,  ponto.
Pode ser (deve mesmo de ser) por causa do meu mau feitio, disto de não gostar de ser mandada, de não suportar os olhares dos outros quando se faz o que não é normal, de gostar de estar misturada em vez de ser o centro das atenções. Deve ser da azia, da falta de sono, da dor de costas, do não conseguir mesmo esticar e dobrar e fazer certas tarefas porque realmente não dá e com isso ter de pedir ajuda e sentir-me inútil, deve ser da falta de paciência e stress constante, da incerteza, da dor de cabeça sem que se possa tomar nada que efectivamente resolva a questão e disso de me andarem a dizer que piora e que eu tenho é sorte como se ter constantemente a sensação de andar a puxar um elefante fosse bom ou se a determinada altura as mulheres tivessem decidido que já que somos só nós a poder carregar a cria o tivéssemos de fazer felizes e contentes e acarretar com todos os problemas, sentimentos,  ansiedades ou constrangimentos e sem reclamar porque algures no tempo houve uma outra grávida que passou bem pior e sobreviveu.
Não me fodam com isso do todas as mulheres gosta de estar grávidas, é impossível isso ser verdade.
É engraçado?
É.
É único?
É.
Mas isso não faz com que seja perfeito, fofo e o melhor momento das nossas vidas.
Não pode ser, têm que existir momento melhor que este.
Se vai compensar quando a tiver nos braços?
Acredito que sim, sei que sim porque o simples facto de me estar aqui a comprimir a bexiga me faz a pessoa mais realizada num raio de um bilião de km.
Se me vou arrepender de o ter feito mesmo sem saber?
É provável que chega uma noite em que já não aguente os olhos abertos, uma tarde em que me apeteça calar os gritos ou um dia em que só me apeteça fugir como por vezes fazemos e não vamos poder simplesmente ir.
Se voltava a ter a mesma vontade de o ter?
Sim, mil vezes sim, porque uma tarde não faz uma vida.
Gosto de estar grávida?
Não, não gosto.

5 comentários:

  1. normal.. cada pessoa sente de maneira diferente..

    kisses***

    ResponderEliminar
  2. a gravidez para mim foi um trauma, não gostei nada, só gostei da parte de ir fazer as ecos, ouvir o coração e sentir os pontapés, e os seus soluços, de resto, não gostei nada, enjoada e a vomitar durante 9 meses, não ter vontade de comer, emagrecer imenso na gravidez, estar sempre tonta e mal disposta, o calor, ter estado por 2 vezes para ser internada, a anemia...as perdas de sangue por 2 vezes...foi horrível... não gostei nada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu não tenho muito que me queixas comparado com a maioria das mulheres mas enfim, não estou satisfeita e não. Mas as pessoas em geral ficam escandalizadas quando me perguntam se estou a gostar e eu digo que não. Enfim.

      Eliminar
  3. Eu não acho nada mau, acho bem que se diga o que se sente. Nem todas somos iguais, nem temos de gostar das mesmas coisas. Eu gostei de me sentir grávida, de as sentir mexer dentro de mim; também não gostei da dependência, não gostei mesmo.
    Tenho uma amiga que dizia que se sentia uma vaca, principalmente quando chegou a hora de os amentar (fartei-me de rir com ela) Se ela gosta dos filhos, ama-os acima de tudo, e não foi o que sentiu que fez dela pior ou melhor mãe!

    ResponderEliminar
  4. é agora, pelo que me dizem todas as gravidezes são diferentes, tens todo o direito de dizer o que quiseres e de te queixares. Claro que ao fim de 9 meses tens a recompensa... ;)))))

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo