É esperar para ver


Primeiro porque a coisa não está fácil.
Depois porque está feliz e sabe-se lá Deus mais o quê.
Agora porque não publicas tu os confins de letras que andas a esconder?
Ora pois porque este projecto não é só meu e porque para já não vos posso contar nada.
Há por aí umas poucas pessoas que sabem o segredo mais bem guardado do momento (não, não é o verdadeiro nome de mimikas) e a esses, é fazer o favor de se manterem quietos e sossegados sim, já faltou mais.
Há no entanto umas coisas que vos posso garantir.
Das duas uma ou eu passo a ser uma blogger como deve ser com direito a post interessantes (do ponto de vista das pessoas que seguem blogs banais) ou isto vai ser a pura da loucura, pior do que é agora (again, do ponto de vista das pessoas já referidas).
Prometo que vou publicar pelas data e hora que escrevi, as mais antigas primeiro para vocês seguirem o raciocínio para não andarem a apanhar papeis, por mais que já me tenha arrependido de ter escrito X ou Y.
Por fiz, pessoas, não me abandonem que não é a hora, esperem e depois corram pelas vossas vidas que isto vai ficar tão torrado como tosta de frigideira, tão louco como as melhores casas de reabilitação para gente fina e tão problematico quanto adolescente bonita que se acha feia e aceita todo e qualquer tipo de namorado, até os maus, antipáticos e não-românticos.

É isto!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo