À minha Sócia

À muito muito tempo atrás, no tempo em que a minha avó resolveu que ia tomar conta de crianças, apareceu a Sócia.
A Sócia foi a última, ou melhor, a Sócia foi a primeira dos mais dois que se seguiram.
Sócia, foi ficando, depois os afilhados e minha mãe seus irmãos e tornaram-se os primos tortos.
A sócia sempre tratou os meus avós como eu, sempre foi mimada como os outros netos e vai na volta, também levou uns tabefes como nós e muitas vezes connosco.
Quando a Sócia era pequenina, eu mudei fraldas, eu deixei-a puxar os meus caracóis, eu partilhei a minha cama, a minha roupa e os meus brinquedos.
Crescemos e eu vim para a selva, mas a Sócia, essa ficou por lá, apoderou-se do meu quarto e do meu armário, e eu deixei, claro está, digamos que foi preencher o espaço que tinha deixado e de alguma maneira amenizar a tristeza que deixei por lá (isso e era uma péssima informante).
Agora, está longe, foi por escolha e cheia de coragem lá para o longe onde Eiffle resolveu criar coisas de ferro e rebites.
Tenho saudades, do tempo que foi, da simplicidade que era viver entre avós e uma casa sempre cheia e tenho saudades tuas e da pessoa que te tornas-te.
Tenho cá uma parte de orgulho por teres não sei bem como sobrevivido á loucura que somos e sim podes dizer que a tua parte "estragada" é por causa do convívio.
Neste dia em que fazes mais um dos quantos anos que tens e que nem me atrevo a perguntar ou fazer contas certas por saber que me vou sentir velha e nostálgica tenho a dizer não só PARABÉNS pelo aniversário mas parabéns pelo ser que te tornas-te, pelas ideias e bom senso, pela força e forma de encarar a vida que nem sempre têm sido fácil e sorridente.
No fundo, o quero dizer é sê feliz, acredita que tudo o que queres se vai tornar realidade e aprende com os momentos menos bons.
Quando a coisa não correr bem é bom que saibas que o mesmo colo que serviu para dormires serve e continuará sempre a servir para consolo e abracinhos bons daqueles que só estas tresloucadas sabem dar.
Ah!!
Estou à espera da visita.
Aviso já que se demorares muito já não me apanhas aqui.

4 comentários:

  1. muito obrigado minha socia, só mesmo tu para me fazeres chorar aqui sozinha que nem uma maluquinha... que saudades disso tudo de vocês todos, desses momentos inigualáveis... tudo o que sou devo-o em muito a vocês todos, custou me muito ter de vir a descoberta e deixar tudo ai mas teve de ser para puder "sobreviver" mas como tu sabes não tem sido fácil mas como disseste com o tempo hei de ter e conseguir tudo pelo que luto e batalho todos os dias e a vida que sonhei, mas sempre com um grande vazio de não puder estar perto de todos vocês, os que mais amo e os que mais me deram e continuam a dar amor, fico cheia de saudades de todos e ansiosa para estar ai perto coladinha a vocês para umas ferias tao esperadas... para me aturares por umas semanas eh eh eh e fica descansada porque não tarda nada vou estar ai a bater te a porta e vais ter de levar comigo por uns dias longos e cansativos, ah e prepara para servir de guia turístico também...
    mas espera ai como assim se demorar já não te apanho ai ?? não entendi... vais fugir para não te encontrar ''? para não teres de me aturar ??? mau mau isso não pode ser trata de me avisar para onde quer que fujas... beijos enormes amo vos a todos imensas saudades <3 <3

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Achas, nunca, Aliás eu chato-te mais a ti que tu a mim ;)
      Podes é ter que me procurar em outro sitio, mas faço a visita guiada nem que seja no meio do pasto com três vacas e montadas em duas cabras anãs.

      Eliminar
  2. É mais que uma amizade é tipo uma irmãzade ;)

    ResponderEliminar

Carpida á vontade que logo eu vejo