A outra loira malfeitora, sacana do diabo em quecas.

Isto minha gente, é a sacana, da pesta, a roedora de coisas lá da casa dEle.
E o que é que se passa aqui?
Eu explico.
Ele achou bem ir mandar lavar a viatura, assim sendo retirou tudo o que estava na mala e deixou num armário, dentro da garagem, lá na prateleira de cima. O tudo incluía o saco com a prenda de natal para meu pai, prenda essa que era composta por duas camisolas que ele se enganou e me mandou comprar um tamanho acima (apesar de eu lhe perguntar umas quantas vezes se tinha a certeza do tamanho) ou seja eram para trocar.
E porque é que eu digo eram?
Porque o saco sem pulga de tamanho familiar achou que não estava satisfeita em ter destruído o pai natal da sogrinha e resolveu assaltar a garagem, ir direita á alta prateleira e esmifrar o saco E as camisolas, isso mesmo, destruiu a prenda do chefe massas, uma das camisolas ficou feita em algo semelhante a nada rasgado e a outra perdeu a etiqueta no meio da guerra de dentes afiados ou seja, lá vai ter que ir a minha pessoa recomprar a prenda.
Peff, estes bichos pá!!!



E dizia ele, "já lhe foste pedir desculpas?"



És má, foste muito má, feia!!



2 comentários:

Carpida á vontade que logo eu vejo