Uma vida mais saudável


Se calhar devia de começar a pensar nisso.
Há fazes lá em casa onde se come do que se devia comer, caminhamos para deleite da quadrúpede do meio, dormimos o que deve de ser e até a casa anda em ordem...
Acho que para bem da minha saúde devia começar a pôr-me fina, ando outra vez com enxaquecas o que não é bom sinal, normalmente quer dizer que ando a comer lacticínios e coisas mal condimentadas, que dormo pouco e que ando stressada, não tarda o colesterol sobe e estou tramada outra vez, é que não me apetece mesmo nada.
Assim sendo e agora que a fase das obras está no fim (o que quer dizer que tenho um sem fim de coisas perdidas em lugares obscuros e duvidosos lá em casa), o barrigas está de férias, tenho o trabalho sob controlo e a família deu descanso (espero que continue assim) pretendo voltar aos bons hábitos, se não se importam, o que quer dizer que provavelmente nos vamos ler menos, e que eu vou ler mais livros e deitar cedo (sim, aquela conversa de ir para a cama ás 23h, não aconteceu), vou fazer os impossíveis para encaixar tudo no curto tempo livre que tenho incluindo os meus carpidores preferidos (a fim de contas eu preciso mais de vocês que vocês de mim), a vantagem é que vou poder dar conta da livraria que tenho lá em casa e dizer se vale a pena ou não, vou cozinhar mais o que quer dizer partilhar receitas de bons petiscos (não prometo que sejam todos saudáveis mas o objectivo é tentar) e sim, não vos vou massacrar tantos com as peripécias habituais com o barrigas (pelo menos até ele voltar de férias).

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo