Num mundo injusto

imagem de http://www.badkitty.com/blog/2012/11/women-should-be-protected-from-violence/


No dia da mulher de 2013, eu, gaja, achei por bem (e porque estava farta das bocas foleiras) expressar a minha opinião em relação a este que dizem ser o meu dia também e partilhar a mesma por toda uma vasta rede interna via email, partilho convosco neste dia, que é tão meu dia como o outro.

""FELIZ DIA DA MULHER!!

Para quem me conhece um bocadinho já deve ter chegado á conclusão que para mim este dia é um pouco agri/doce, para os restantes eu explico porque.
Sou mulher, gosto de achar que em praticamente tudo somos iguais aos restantes exemplos da nossa raça por isso não me agrada o facto de existir um dia nosso, o dia da mulher, mas para que raio precisamos nós de um dia que nos lembre aquilo que todas sabemos, somos burras ou esquecidas de tal maneira que alguém precisou de criar um dia para não nos esquecermos da nossa significância?
Por isso não gosto que meia dúzia de homens, muitos deles com dor de cotovelo por não existir um dia só deles, me venham dar palmadinhas nas costas com ar trocista só porque hoje é o dia, enquanto eu penso cá para mim “sempre gostava de saber o que farias se não houvesse uma legião de mulheres á tua volta”. Não pretendo com isto rebaixar o outro sexo, de maneira nenhuma, acho que devemos andar lado a lado e não um degrau a cima ou a baixo um do outro. Sou mulher, sim, mas pago as minhas contas,compro o que me apetece e quando posso, tenho os meus amigos, a minha família, a minha casa, as minhas responsabilidades, e vontades, reparem, MINHAS, não devo justificações a ninguém, não nasci colada a ninguém, sou livre de fazer aquilo que me apetece desde que não coloque a liberdades dos outros em risco, não preciso portanto de nenhum homem para me sustentar ou diga para dizer o que posso e devo fazer quando e onde devo ou não fazer, assim sendo não preciso que ninguém me lembre que sou mulher, porque sei que sou e valorizo o facto de o ser. Tenho sim um homem a meu lado, um exemplar fenomenal que têm não só a capacidade de me aturar como a vontade de me intender o que de resto é recíproco, ou seja, lado a lado comigo sem rodeios ou falsas esperanças a tentar intender e viver esta vida tramada que nos arranjam. No entanto, e por ser mulher, aceito e agradeço que exista sim um dia com esse nome, mas não para receber felicitações ou para receber prendas ou flores ou outra coisa qualquer, agradeço que algures no tempo em que ser mulher não era visto da mesma maneira que é hoje algumas de nós se tenham enchido de coragem e tenham lutado pela nossa liberdade de o ser, de falar, de igualdade, sendo muitas delas punidas gravemente, agradeço que algures no tempo alguém com dois palmos de testa tenha visto que somos gente e não mercadoria, que temos direitos e vontades, que podemos e devemos ser tratadas da mesma maneira que os homens. Portanto, mulheres, em vez de rejubilarem pelas flores e beijos amistosos, procurem saber o porque deste dia, não fiquem á espera desta data para mostrar que são mulheres, não fiquem por ai á espera que alguém faça por vocês aquilo que devem fazer sozinhas, decidam a vossa vida sem medos e encarem as consequências dos vossos actos, valorizem portanto aquilo por que muitas de nós lutamos sem poderem por fim usufruir, ensinem os vossos filhos a valorizar a nossa ternura e preocupação, os vossos homens a ouvir o que têm a dizer e a respeitar o vosso amor e dedicação mas acima de tudo aprendam a ser felizes todos os dias porque em todos desta vossa vida serão mulheres. Quanto aos homens, eu sei que muitas de nós complicamos, somos chatas e que deve existir dias em que devem pensar que um mundo só vosso é que era bem jogado, mas vamos lá se sinceros, apesar de tudo, o que seria de vocês sem nós?
O que seria de vós sem o nosso melhor sorriso, jeito, ou mini saias?

Por isto tudo, e já a ter em conta que podem apanhar uma como eu, mas querendo correr o risco, façam lá como o meu avô mais querido (que sabe a opinião que tenho deste dia mas que todos os anos me liga na mesma), cheguem junto das vossas mulheres, liguem, enviem email, qualquer coisa, e digam “FELIZ DIA MULHER, e obrigado por todos os dias que existes na minha vida”."

E porque é que me arrisco a partilhar tal coisa correndo  risco de ser descoberta por X ou Y?
Por isto, tenho andado a seguir os acontecimentos para aqueles lados e sinto-me revoltada, então uma gaja é violada e PARA LIMPAR O NOME deve casar com o violador!?!!
Uma mulher é violada e condenada á prisão?!!?
Existem pessoas a suicidarem-se porque sabem a vergonha que vão ter de passar como se tivessem feito de propósito para serem violadas?!!?

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo