A 1ª bicha


Quando viemos morar sozinhos a única coisa que pedi foi um animal de estimação.
Por meios poucos prováveis encontramos a nossa primeira bicha no veterinário, abandonada á já meio ano pela sua antiga família quando descobriram que tinha FIV, simplesmente a deixaram á porta amarrada com uma trela. Trouxemos a pequena, no primeiro dia da nossa vida juntos cá estava ela. Não foi fácil o inicio desta relação, passou os primeiros 15 dias debaixo no lavatório da casa de banho e só de lá saia quando íamos dormir, o dono já dizia que se ela não mudasse ia ter de a devolver parecia que ela realmente não gostava nada de nós, felizmente ela lá deve ter percebido que não lhe íamos fazer mal e a bem das verdades eles tornaram-se os verdadeiros amigos, sim, eu era ignorada á força toda. Quando a adoptamos disseram-nos que ela ia viver uns dois anos, ora bem, já a temos á 7 o que quer dizer que este ano ela faz 8, parece-me que se esqueceram de dizer por quantos anos íamos multiplicar os 2. Nunca nos deu grandes trabalhos mas esta semana têm sido de loucos, ela deixou de comer, por completo, emagreceu uns 2 kg em um mês o que fez com que a levássemos ao vet. .Aí apanhei o semi desgosto da minha vida quando me disseram que ela possivelmente tinha um tumor na zona abdominal e que com o tamanho que se sentia não teria mais que 2 semanas para me preparar para a tragédia. Para ter a certeza marcamos para o dia seguinte uma eco. Não dormi nada nessa noite, não sabia como ia lidar com a situação, apetecia-me trepar aos postes e apalpar o cu ás lâmpadas mas lá vesti a capa de menina forte. No dia seguinte sentia-me sem vontade para nada, nem comer me apetecia, lá fomos fazer a eco e no meio de todas as palavras caras que os médicos usam percebi que afinal não era tão grave, têm umas pedras na bexiga e tinha os intestinos super lotados. Tivemos de a deixar lá, fizeram-lhe um enema e sei lá mais quantas coisas. Aparentemente ganhou fãs na clínica, deixou fazer tudo e sempre a ronronar. Já a temos em casa, já come, já me deu cabo da cabeça porque não faço a mínima como é que lhe vou conseguir dar os comprimidos sem ela stressar,se babar toda e cuspir os mesmos até se fazerem em nada e ficar com a boca toda cor-de-rosa, mas enfim, está em casa, está a recuperar e aparentemente vai ficar por cá por mais uns tempos. Claro que a nossa conta bancária está literalmente na merda mas é só olhar par ela que nos esquecemos disso, estou no entanto a rezar que ela coma e que faça as necessidades como deve ser porque não dá jeito nenhum ter de a levar para o vet. outra vez e deixa a pequena a soro, segunda logo se vê. Fora isso uma alimentação diferente, mais húmidos, mais fibras, mais pasta para a bola de pelo e laxante quando for preciso. Não sei que faria se só tivesse as ditas 2 semanas, não consigo deixar de pensar que não sabemos o que é viver sem ela, na verdade nunca tivemos uma vida a dois, sempre foi pelo menos a 3, não há nada que substitua isso, nada que se equipare a esta agora meia bola de pelo (espero que o pelo cresça rápido, parece que foi a um mau cabeleireiro). De salientar que a 2ª bicha, dava pena de ver a tristeza dela quando chegamos a casa por duas vezes sem a gata, andam sempre de lado uma com a outra mas ao que parece, vai na volta, até sentem a falta uma da outra. Ah, vou continuar sem poder dormir de jeito, tenho uns quantos comprimidos para lhe dar, bonito.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Carpida á vontade que logo eu vejo